O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.
Comentar
publicado por Alto Chicapa, em 06.06.16 às 00:01link do post | favorito

Quando as excelentes paisagens das Asturias e de Castela e Leon se transformam na viagem do meu (nosso) desencanto... só pode ter sido o plano Z.

 

Depois da anulação da viagem de Carnaval, a duas semanas da partida, e do falhanço na realização do programa proposto a 52 participantes para uma  ida aos Açores, os animos não poderiam estar a níveis muito elavados. A desconfiança reinava.

 

Hoje, as opiniões continuam divididas sobre as proximas organizações. Tudo porque, de um momento para o outro, o "nosso" promotor de viagens, demonstrou insegurança, displicencia e negligente organização para garantir os reembolsos dos serviços não prestados.

 

Como a vida não é uma viagem só com um só ponto de partida e um só ponto de chegada, volto a Leon... para aqui deixar algumas fotografias, que celebram  a beleza da região.

 

LEON

Era o ponto de paragem para os peregrinos que percorriam o Caminho Francês para Santiago de Compostela.
Esta cidade está localizado na confluência dos rios e Bernesga e Torio, a uma altitude de 840 metros. É a capital da província de Leon, na comunidade autónoma de Castela e Leão. Os monumentos mais importantes são a Catedral de Leon, gótica, a Basílica de Santo Isidoro, a Casa de Botines, uma das primeiras obras do arquiteto catalão Antoni Gaudí e o Mosteiro de São Marcos.

Leon_1

Leon_2

Leon_3

Leon_4

 

OVIEDO

 Esta cidade é a capital da comunidade autónoma do Principado das Astúrias.
Os seus habitantes, os Ovetenses, são também conhecidos por Carbayones (carvalhões), devido a um carvalho lendário.
Entre os Ovetenses famosos, está Letícia Ortiz, a Rainha de Espanha.

oviedo_0

oviedo_1

oviedo_2

oviedo_3

oviedo_4

oviedo_5

oviedo_6

oviedo_7

 

ASTORGA

A paragem nesta cidade, não foi apenas para descançar mas sim, visitá-la, por ser um ponto muito importante na Rota das Peregrinações a Santiago de Compostela.

O Caminho Francês começa nos Pirineus franceses passando por Burgos, Leon e Astorga.

Vimos a Sé Catedral construída entre  o Séc. XV e XVIII e o Palácio Episcopal , desenhado por António Gaudi, o Museu do Chocolate e o Museu Romano.

Foi em Astorga que morreu o Conde D. Henrique de Borgonha, casado com D. Teresa, pai de D. Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal.

 

Astorga_1

Astorga_2

Astorga_3

 

PONFERRADA

A cidade é o município de Ponferrada, na comarca de El Bierzo, província de Leão, comunidade autônoma de Castela e Leão.
É lindo o seu castelo, também conhecido localmente como Castelo dos Templários ou simplesmente Castelo do Templo.
Las Médulas, que não conseguimos visitar devido às fortes chuvadas, são as antigas minas de ouro romanas, Património Mundial da UNESCO, estão apenas a alguns quilómetros de distância da cidade.

Ponferrada_1

Ponferrada_2

Ponferrada_3

Ponferrada_4

 

ZAMORA

Na Páscoa de 1126, em Viseu, o príncipe Afonso Henriques conhece Chamoa Gomes, uma bela rapariga galega por quem se apaixona perdidamente. Contudo, sua mãe, D. Teresa, regente do Condado Portucalense, proibirá o casamento, pois Fernão Peres de Trava, seu amante, não admite o enlace com a sua sobrinha Chamoa. A fúria de Afonso Henriques é imensa. Zangado com a mãe, arma-se a si próprio cavaleiro, na Catedral de Zamora; recusa prestar vassalagem ao novo rei de Leão, de Castela e da Galiza, o seu primo Afonso VII; e começa a liderar os portucalenses de Entre Douro e Minho, que vivem revoltados com a influência do Trava e as decisões de Dona Teresa. Cresce a convulsão no Condado Portucalense, todos são arrastados por ela e envolvem-se num conflito sangrento, que terminará com a inevitável Batalha de São Mamede, em Guimarães.

Zamora é uma cidade plana, banhada pelo rio Douro, com uma bonita ponte romana e uma vasta colecção de monumentos antigos bem preservados. A exposição solar e a luminosidade são excelentes.

 

Zamora_1

Zamora_2

Zamora_3

Zamora_4

 

DOURO INTERNACIONAL

Após o seu lento percurso pelas planícies cerealíferas da meseta, o rio Douro forma a fronteira natural entre Portugal e Espanha.
De Zamora até Barca d'Alva e ao longo de perto de 150 km, o rio desce de 640 metros de altitude para cerca de 150 metros. É uma descida violenta criando uma linha de fronteira inexpugnável. As gentes de ambas as margens limitaram-se durante séculos a olhar-se à distância.
O relevo desta zona caracteriza-se pelo encaixe da sua rede fluvial, onde os vales formam, frequentemente, vertentes escarpadas e falésias, com até 400 m de altura, produzindo uma natureza pródiga na beleza paisagística e na biodiversidade.

 

Douro_Internacional_1

Douro_Internacional_2

Douro_Internacional_3

Douro_Internacional_4

Douro_Internacional_5

Douro_Internacional_6

Douro_Internacional_7

Carlos Alberto Santos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


José Fernandes a 6 de Junho de 2016 às 17:17
Do que conheço da situação de incumprimento até agora, o Carlos Santos é capaz de estar a ser demasiado diplomático para com o "nosso" promotor.
Continuo a afirmar que o silêncio do "nosso" promotor é ensurdecedor.

Carlos Alberto Santos a 6 de Junho de 2016 às 23:55
É tudo verdade e lamento a situação, assim como a dívida dos 140 euros, que o Sr. João Gomes tem para contigo.

Tudo temos feito para contornar a situação, uns aguentando, outros dialogando e outros... desajudando, mas estão no seu direito. Aproveito para agradecer a excelente colaboração que tenho recebido do Álvaro Marques, apesar de ter uma carga bem mais pesada do que a nossa 1020,00 + 140,00 euros.

O Sr. João Gomes, quer se queira ou não, já está a ser penalizado:- Perdeu a exclusividade e/ ou está na iminência de perder o grupo. Depois do que aconteceu a falta de credibilidade na praça (o ganha pão dele) também é um saltinho.

Pela minha parte, estou à vontade, não devo nada ao Sr. João Gomes, nem um desconto lhe pedi ou lhe aceitei.
No entanto, apesar da atitude deste ano (Carnaval e Açores), acho que lhe devo dar a oportunidade de se redimir dos estragos causados a muitos e por isso mantenho o que sempre disse, ainda o tenho em boa conta.

Para já, quero continuar a lembrar-me dos bons momentos em oito anos... Matalascanhas, Gibraltar, Madrid, Barcelona, Picos da Europa, Granada, Marrocos e Paris.

Continuo... a tentar, a bem, a melhor solução para todos.
Os meus cumprimentos.

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal
Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal
mais sobre mim
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Sala de Leitura
pesquisar
 
subscrever feeds