Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Querido Pai Natal

Alto Chicapa, 21.12.14

O tempo não para.

Pela lógica do calendário, vamos celebrar mais um Natal e de seguida a passagem para um Novo Ano.

Gosto da vida, luto por ela, mas estou triste pelos amigos, e já levo nisto alguns anos. Um Site. Blogs. Almoços. Convívios Anuais. Encontros. Viagens.

Gosto de conviver, de pôr a conversa em dia, de encontros que engolem a saudade e do convívio com a "malta" de outros tempos. Por isso, sempre que alguém se lembra de propor algo, esforço-me para estar presente, altero a rotina, adio o que pode ser adiado e arranjo um tempo.

Depois fico triste, quando poucos se esforçam por isto.

A vida e as circunstâncias podem ter ditado afastamentos que transformaram as amizades em coisas remotas. Tudo bem, já não somos amigos, mas eu trago comigo a recordação de o termos sido noutra altura e esforço-me quando há oportunidade para brindar a isso.

Uma coisa é não poder, porque a saúde não permite, porque é dia de trabalho ou porque se está muito, muito longe. Outra coisa é não tentar que seja possível, porque dói uma unha, não se está habituado, se duvida das intenções, dramas antigos, medo de fantasmas ou porque ao domingo... é preciso ir à mercearia.

Querido Pai Natal, no fim... será que vou brindar sozinho?

Querido Pai Natal ajuda, para eles não esqueças a melhor das prendas, saúde e muita alegria de viver.

Feliz Natal

Carlos Alberto Santos

 

Uma anedota... ao Sábado

Alto Chicapa, 13.12.14

Uma jovem casou-se com um senhor já com uma certa idade.

Ao fim de um certo tempo de casada, a rapariga foi ao médico e pediu-lhe para passar um tratamento para o marido, já que este chegava muito cansado a casa, deitava-se e dormia.

O médico:

- Leva estas gotas. Põe na comida do seu marido e ele fica curado.

Chegou a casa e disse à empregada:

- Pões três pingos disto na comida do patrão, mas não dizes nada!

Na hora do jantar diz a senhora para a criada:

- Maria, serve o jantar!

A empregada foi para a cozinha. Nisto a senhora ouve a criada a rir.

- Maria! Serve o jantar! E quanto mais a senhora chamava, mais a empregada ria.

A senhora vai então à cozinha e pergunta:
- O que é que se passa Maria?
- Sabe o que é senhora? Cada pingo que eu ponho na comida, o esparguete põe-se de pé!

Uma anedota... ao Sábado

Alto Chicapa, 06.12.14

O António e o Manuel, dois amigos idosos, decidem ir dar uma volta por Lisboa. Depois de uns fados, alguns petiscos e bebidas, acabam, noite dentro, num bordel.

A dona, depois de olhar para os dois, sussurrou para uma empregada:
- Vá lá acima aos dois primeiros quartos e coloque uma boneca insuflável em cada cama. Eles estão tão perdidos que não vão dar pela diferença e assim não vou fazer com que duas das minhas princesas percam o tempo.

A empregada preparou tudo e levou os dois amigos aos quartos.

No regresso a casa o António diz:
- Acho que a fulana com quem fiz amor estava morta...
- Morta? Porque dizes isso?
- Olha, ela não se moveu nem um bocadinho, nem um som...
- Podia-te ter calhado uma pior, a minha devia ser uma bruxa!
- Uma bruxa? Porque dizes isso?
- Bem, enquanto estive a fazer amor e a beijava no pescoço esteve tudo bem, mas quando lhe dei uma dentadinha no bico da mama, peidou-se e voou pela janela fora, e... ainda por cima levou a minha dentadura.

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal

Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal