Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Guerra Económica, o vale tudo!

Alto Chicapa, 26.05.11

Antes... eram as cruzadas, as invasões, a guerra e os canhões a ditar as leis mais cruéis.

 

Hoje... pela calada do terrorismo e à sombra das armas teleguiadas asfixiam-se países, povos ou qualquer ser humano em nome de um qualquer assalto que foi antecipadamente e literalmente desenhado pelo poder económico.

 

E... não é só a Líbia que está a ser assaltada...

 

Nós por cá... todos bem, mas... cheira-me que, após a eleição do Sr. Obama, vem aí uma nova crise. Como será resolvida a enorme dívida Americana?

 

Ler mais aqui 

 

Carlos Alberto Santos

 

Apesar de tudo... 25 Abril

Alto Chicapa, 25.04.11

 

A 1ª senha,  para o início das operações militares a desencadear pelo Movimento das Forças Armadas, foi dada por João Paulo Dinis aos microfones dos Emissores Associados de Lisboa:
- Faltam cinco minutos para as vinte e três horas.

- Convosco, Paulo de Carvalho, Eurofestival 74, E Depois do Adeus ...».

 

 

 

A 2ª senha, foi dada pela canção Grândola, Vila Morena, de José  Afonso, posta no ar por Manuel Tomás, no programa Limite, Rádio Renascença à meia-noite e vinte.

Foi antecedida pela leitura da primeira quadra.

 

 

Carlos Alberto Santos

 

 

Junto à Fogueira

Alto Chicapa, 29.03.11

Em outros locais, já vi escrito “ a falta de tempo para referir tantas memórias… ou, é com pesar que se omitem”.

 

No nosso caso, digo: lá para as tantas da noite de hoje, a primeira fase de textos da nossa Fogueira terminou.

 

Não! A Fogueira não se apagou, a Fogueira vai continuar comigo e sempre que mais um camarada venha até ela e se quede, a ler ou a relatar, deslumbrado pela beleza que nos rodeou na mais atribulada e insegura época das nossas vidas.

 

Sei que os textos agradam a muitos, por cá e por esse mundo, mas… a outros nem por isso. É bom, assim!

 

Refiro, por exemplo, a Senhora T. que delicadamente, manifestou não gostar da frase “ …esticadinho no caixão, só a arrotar a…”. Efetivamente é uma frase forte, mas sem sentido malicioso. Está inserida no contexto da ação à época.

 

Quando liberto o meu lado jovem, neste meu velho corpo, os temas acontecem mais irreverentes e bem diferentes de Chicapa, o Final da Viagem ou As minhas Conversas com Sá Moço.

 

Em Junto à Fogueira, libertei-me e tudo vai acontecendo… livre de preconceitos.

 

O nosso Serviço Militar foi mau, muito mau… mas também, naqueles momentos estávamos a aprender; a aprender a gerir emoções e frustrações!

 

Carlos Alberto Santos

 

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal

Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal