Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Turismo em Angola

Alto Chicapa, 15.09.09

Mais de 294 mil turistas visitaram Angola em 2008, cerca de 60 por cento de aumento do movimento turístico no país,em relação ao ano anterior, 2007.

 

De acordo com o boletim estatístico do Mercado Hoteleiro e Turístico de Angola, a que a Angop teve acesso hoje (15/09, terça-feira), em Luanda, foram registados 294 mil e 258 turistas, um aumento na ordem de 60 porcento, ou seja, mais de 99 mil e 528 pessoas em comparação a 2007.

 

Quanto à origem de turistas, o boletim, produzido pelo Ministério da Hotelaria e Turismo (Minhotur), precisa que 129 mil e 838 turistas foram europeus, 63 mil e 752 da Ásia, e 59 mil e 358 das Américas (norte e sul).

 

Do continente Africano contaram-se 38 mil e 59 turistas, sendo mil e 860 do Médio Oriente e mil e 391 da Austrália.

 

Notícia Angop

 

Transcrita por Carlos Alberto Santos

 

Estradas de acesso às comunas de Alto Chicapa deterioradas

Alto Chicapa, 02.08.09

 

As Autoridades Tradicionais das Comunas de Alto Chicapa, Cucumbi e Xassengue, agradeceram a visita que Sua Excelência Governadora da Província Dr.ª Cândida Narciso fez as suas áreas de jurisdição que permitiu apresentarem as suas inquietações. Nas reuniões que a Governadora manteve com aquelas entidades tradicionais, todos apresentaram preocupações relacionadas com as suas comunas. Ler mais...


Notícia do Governo Provincial da Lunda Sul

Carlos Alberto Santos

Um senhor

Alto Chicapa, 25.06.09

Hoje, lembrei-me de deixar um desafio aos Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485 e não só!

 

Ainda se lembram deste homem? Quem sabe o seu nome?
 

 

Uma ajuda! Se for vivo, deverá ter +/- 80 anos!
 

Como foi um bom companheiro, vou oferecer-lhe uma pequena passagem do blog, Chicapa, o final da viagem.

 

...sinto que fui apanhado por um conflito (guerra colonial) onde encontrei muitos irmãos, independentemente da cor da pele, com mais coisas a unir-nos do que a separar-nos.
 

Não obstante terem passado tantos anos, ainda recordo alguns dos aspectos negativos que me marcaram mais:

  • A população branca de Luanda a olhar-nos com indiferença e até com hostilidade;
  • As mortes e os acidentes;
  • A juventude, prisioneira de um rudimentar quartel ou destacamento; e
  • Os sacrifícios, por vezes desumanos, perdidos, para nada.

Também houve aspectos positivos, entre muitos:

  • Saber que é verdade, o que dizem, “quem vai a África nunca mais a esquece”;
  • Ter conhecido a simplicidade, a beleza e a pureza do povo quioco; e
  • Saber, que a nossa tropa não foi só pela guerra.

Uma guerra raramente traz coisas boas … para mim, esta, foi, por acaso, uma escola de maturidade.

Os que lá estiveram comigo, também souberam, o que é a precariedade da vida e a amizade desinteressada...

 

Carlos Alberto Santos

 

Município de Cacolo completa 76 anos

Alto Chicapa, 15.06.09

Várias actividades sócio-culturais e desportivas estão a ser realizadas nesta localidade, no âmbito do 23 de Junho, data da celebração do 76º aniversário da ascensão de Cacolo a categoria de vila.

 

Consta do programa das comemorações a inauguração de duas escolas do ensino primário, com três salas de aulas, na sede do município, e das estações telefónicas da Angola-Telecom, Unitel e Movicel, no âmbito do programa do melhoramento e aumento da oferta dos serviços básicos às populações.

 

Visitas às comunas de Ato Chicapa, Xassengue e Cucumbi, as aldeias unificadas e campanhas de limpeza estão igualmente programadas.

 

O Município de Cacolo dista a 141 quilómetros de Saurimo, capital da província da Lunda Sul, e conta com uma população estimada em sete mil 430 habitantes.

 

A mandioca, batata rena, batata doce, ginguba, feijão, hortícolas e pesca artesanal são os principais produtos e actividades da região.

 

Notícia Angop

 

Ainda se lembram da Tasca do Mais Velho?

 

Carlos Alberto Santos

 

As fotografias mais vistas

Alto Chicapa, 09.05.09

 Das 7.925 vezes, que as nossas fotos foram vistas, destaco:

 

75 Visualizações

 

209 Visualizações

 

110 Visualizações

 

92 Visualizações

 

107 Visualizações

 

95 Visualizações

 

96 Visualizações

 

84 Visualizações

 

88 Visualizações

 

81 Visualizações

 

84 Visualizações

 

87 Visualizações

 

85 Visualizações

 

168 Visualizações

 

Carlos Alberto Santos

 

 

Município do Cacolo - Serviços Telefónicos Unitel e Movicel

Alto Chicapa, 01.03.09

 

O município de Cacolo, província da Lunda-Sul, conta, desde o princípio deste mês (Fevereiro), com os serviços telefónicos das operadoras Movicel e Unitel.
 

De acordo com o delegado da filial da Angola Telecom na província, João Damião (meu colega na Portugal Telecom), todo o trabalho ligado às infra-estruturas e montagem de equipamentos foi realizado por técnicos chineses em aproximadamente 120 dias.
 

O empreendimento, que permitiu a instalação da Internet ao serviço da Administração local e do Gabinete Municipal Eleitoral, funciona com auxílio da energia produzida por um gerador e painéis solares.


Florença Mariano, de 25 anos de idade, entende que a extensão do sinal em Cacolo vai facilitar os contactos de negócios e com a família nas restantes províncias do país.


Instalados os sinais da Unitel e Movicel, Cacolo aguarda para breve a instalação dos sinais da Televisão Pública de Angola e Rádio Nacional de Angola, no quadro de uma aposta de expansão que o governo empreende por todos os municípios. Com os edifícios já erguidos pela construtora Sinergia, técnicos da TPA ultimam a montagem de uma antena para comportar dispositivos que vão receber o sinal e, através de outro aparato que será montado no interior, permitir a sua difusão na sede e arredores, num raio ainda não especificado.
 

Notícia - Jornal de Angola
Transcrito por Carlos Alberto Santos

 

Troço ferroviário Munhango-Luena

Alto Chicapa, 26.02.09

 

Luena – A reabilitação do troço ferroviário entre Munhango (Bié) e o Luau (Moxico) iniciou-se esta semana com a preparação da base para aplicação dos carris - constatou a Angop.

 

Iniciada na localidade de Chicala, 35 quilómetros da cidade do Luena, a empreitada envolve 300 técnicos chineses e igual número de jovens angolanos que manejam máquinas e camiões basculantes para remoção da antiga brita e arrumação de uma nova base de terra.

 

O chefe da empreiteira chinesa "CR-20", Zhang Li Jun, disse à Angop que até Maio de 2010 será concluída a reposição dos carris e o primeiro comboio poderá chegar ao Luena, para, no final do mesmo ano, atingir a estação do Luau, município angolano fronteiriço a República Democrática do Congo.

 

O responsável da empresa encarregue da reabilitação dos 500 quilómetros do troço Munhango – Luau, do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), adiantou que o comboio inaugural de passageiros de Lobito até Luau só acontecerá em 2011.

 

Disse que este trabalho foi antecedido, desde Setembro de 2008 até Janeiro último, da remoção dos antigos carris e brita em alguns troços, montagem da fábrica de travessas metálicas e produção de brita (na comuna de Liangongo, município do Léua), construção de estaleiros e abertura de picada ao longo do caminho-de-ferro.

 

O supervisor provincial do Instituto Nacional de Desminagem (INAD) no Moxico, Manuel Adolfo Tchipaca “Dodó”, disse que os trabalhos para a remoção de minas e outras armadilhas explosivas no trilho estão avançados, apesar de algumas dificuldades de carácter técnico, principalmente nesta época chuvosa.

As equipas de sapadores do INAD e da Brigada de Engenharia das Forças Armadas Angolanas (FAA) estão empenhadas na remoção das minas e outros engenhos não detonados para garantir a execução da empreitada - sublinhou.

 

O Governo angolano investiu um bilião e 800 milhões de dólares na reparação do troço ferroviário, que contempla também a construção de pontes e 16 estações de comboios com capacidade de manuseio de mais 100 toneladas de carga por dia.

 

A aposta na reabilitação do CFB, segundo agentes económicos locais, vai impulsionar o desenvolvimento das regiões centro e leste do país, bem como fortificar a integração regional dentro da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), pelo facto da linha ligar mais três países: (RD Congo, Zâmbia e Zimbabwé).

 

Com mil e 301 quilómetros, o CFB, com mais de 100 anos de existência, é a única ligação ferroviária da África Central ao Atlântico e a sua construção teve início a 01 de Março de 1903, com base em um decreto de Agosto de 1899 da autoridade colonial portuguesa. A linha ficou concluída a 02 de Fevereiro de 1929.

A 10 de Junho de 1931 chegou ao porto do Lobito o primeiro carregamento de cobre da Katanga. Em função do seu papel, as autoridades daqueles países já mostraram, inúmeras vezes, o interesse da reabilitação urgente do CFB.

 

 

Notícia Angop

Transcrita por Carlos Alberto Santos

 

População da comuna do Alto Chicapa terá centro médico

Alto Chicapa, 14.02.09

 

Luanda - A população da comuna do Alto Chicapa, município do Cacolo (Lunda Sul) vai a partir deste ano usufruir de um centro médico que o Governo Angolano está a construir no quadro do Programa de Melhoria e Aumento da Oferta dos Serviços Sociais Básicos à População 2005/2006.

 

Avaliado em 32 milhões de Kwanzas, a unidade hospitalar terá 15 camas e prestará serviços de medicina geral e contará com um banco de urgência, enfermaria, farmácia, laboratório, sala de espera e uma arrecadação.

 

 

Em declarações à imprensa, o administrador municipal, Henrique Ngueno, disse que o centro médico terá capacidade para atender 20 pacientes por dia e a sua edificação enquadra-se nos esforços do governo de levar a assistência médica a toda população.

 

De acordo com o responsável, as doenças mais frequentes na localidade são malária, doenças diarreicas e respiratórias agudas.

Henrique Ngueno referiu que as autoridades locais aguardam a chegada de novos médicos para responder positivamente as dificuldades sanitárias da população.

 

A reabilitação de uma residência geminada para enfermeiros está igualmente em construção.

 

Por outro lado, a administração local esforça-se para que nos próximos anos a localidade possa ter água canalizada e energia eléctrica.

 

A comuna do Alto Chicapa tem uma superfície de seis mil 281, 3 quilómetros quadrados e uma população de três mil 271 habitantes, que se dedicam à agricultura, principalmente ao cultivo da mandioca, milho, batata-doce e feijão.

 

Notícia Angop

Transcrita por Carlos Alberto Santos

 

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal

Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal