Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Reforçar laços de cooperação e promover o turismo

Alto Chicapa, 25.05.10

 

5ª Edição Raid TT Kwanza Sul - 2010

 

Entre os dias 23 de Junho e 4 de Julho, Angola será palco 5ª edição do Raid TT Kwanza Sul. Uma iniciativa conjunta da Câmara de Almada e do Governo da Província do Kwanza Sul.

 

Tal como nas anteriores edições, o objectivo do raid é levar um abraço fraterno à população do Kwanza Sul e ajudar a promover uma região de grande potencial para a prática do desporto, aventura e turismo.

 

A sua realização decorre da cooperação existente entre o Município de Almada e esta Província há mais de 12 anos, que se tem traduzido, entre outras acções, na construção de escolas, na recuperação de património e na elaboração de planos de gestão do território.

 

Desde 2005 o Raid tem ganho uma visibilidade crescente na comunicação social portuguesa, angolana e internacional.

 

Esse aumento de visibilidade traduz-se este ano, pela primeira vez, na realização de uma viagem em autocarro de turistas portugueses por alguns dos locais já visitados no Raid. Um primeiro sinal de que esta iniciativa começa a dar os seus frutos e de que é um verdadeiro instrumento de promoção do turismo angolano e, por isso, da sua economia.

 

Do Boletim Municipal da Câmara Municipal de Almada, Maio de 2010.

 

Carlos Alberto Santos

 

Sinais de desenvolvimento na vila de Cacolo

Alto Chicapa, 16.04.10

 

 

Depois da construção de casas conseguimos colocar professores e técnicos de saúde nas sedes comunais. Posteriormente cuidámos do alojamento dos administradores e depois fizemos uma intervenção nas estradas para facilitar a livre circulação e estimular a agricultura, como peça importante no combate à fome e à pobreza que grassa no seio das populações... (ler mais)

 

Jornal de Angola

 

Carlos Alberto Santos

 

Casamento na cultura tradicional tchokwé

Alto Chicapa, 21.03.10

A honra, a dignidade e o relacionamento entre as famílias facilitava a aproximação de pais ou tutores do pretendente à família da jovem amada, longe das brincadeiras de infância, terminadas de forma precoce, por altura da passagem pela circuncisão e transcorrido o primeiro ciclo menstrual.
 

O sucesso do diálogo visava a efectivação do noivado, uma espécie de namoro com compromisso de casamento, que obrigava à parte solicitante a entrega de um tributo, o alembamento, traduzido num prato e uma enxada (ler mais…).
 

Gostei de ler esta reportagem no Jornal de Angola à luz do ano de 2010, e, curioso, tive que reler o que escrevi em As Minhas Conversas com Sá Moço (ler mais…) e em Alto Chicapa, o Final da Viagem (ler mais…), à luz dos anos 70.

 


 

Carlos Alberto Santos

 

África à distância de um desejo

Alto Chicapa, 16.03.10

Depois dos quatro itinerários que vos propus em Abril de 2009, da reunião que fizemos, para o efeito, em Torremolinos e de uma meia dúzia de pareceres técnicos, que entretanto obtive, deixo-vos a proposta (quase) final da nossa viagem a Angola.
 

É importante a vossa opinião. A avaliação do itinerário também é fundamental para que tudo corra bem. Não se esqueçam que é uma grande viagem e… é a nossa viagem.

 

Agradeço que a validem.
 

Finalmente… logo que esteja ultrapassada mais esta etapa e depois de se conhecerem os eventuais interessados, a proposta será entregue a três operadores turísticos em Portugal e à Associação das Agências de Viagens e Operadores Turísticos de Angola.

 

Ler mais...

 

Carlos Alberto Santos

 

Poetisa angolana - Alda Lara

Alto Chicapa, 11.03.10

Noites africanas langorosas,
esbatidas em luares...,
perdidas em mistérios...
Há cantos de tungurúluas pelos ares!...

 

Noites africanas endoidadas,
onde o barulhento frenesi das batucadas,
põe tremores nas folhas dos cajueiros...


Noites africanas tenebrosas...,
povoadas de fantasmas e de medos,
povoadas das histórias de feiticeiros
que as amas-secas pretas,
contavam aos meninos brancos...

 

E os meninos brancos cresceram,
e esqueceram
as histórias...

 

Por isso as noites são tristes...
Endoidadas, tenebrosas, langorosas,
mas tristes... como o rosto gretado,
e sulcado de rugas, das velhas pretas...
como o olhar cansado dos colonos,
como a solidão das terras enormes
mas desabitadas...

 

É que os meninos brancos...,
esqueceram as histórias,
com que as amas-secas pretas
os adormeciam,
nas longas noites africanas...

 

Os meninos-brancos... esqueceram!..

 

 

Carlos Alberto Santos

 

Água para todos no Alto Chicapa

Alto Chicapa, 26.02.10

A comuna do Alto-Chicapa, na Lunda-Sul, já tem um sistema de captação e distribuição de água, construído pelo governo local, no quadro do programa “Água para Todos”.
 

O vice-governador da Lunda-Sul para Área Económica e Social, Armando Jorge Segunda, que inaugurou o empreendimento, salientou o interesse das autoridades provinciais em continuar a trabalhar em prol da instalação, até ao fim do ano, de sistemas para abastecimento efectivo de água em todas as sedes comunais.
 

O administrador da circunscrição, Francisco Ngueno, lembrou que, com a entrada em funcionamento do sistema de captação,tratamento e distribuição, a população deixa de ter de percorrer longas distâncias em busca de água.

 

Notícia - Jornal de Angola

 

Carlos Alberto Santos

 

 

Falar de nós... no Natal

Alto Chicapa, 23.12.09

A Companhia de Caçadores 3485 foi uma das três companhias operacionais do Batalhão 3870. Formou-se, no ano de 1971, no quartel de Chaves e no Campo Militar de Santa Margarida.

 

Podes recordar aqui, com algumas imagens, todos os nossos nomes.

 

Esteve em Angola de Fevereiro de 1972 a Julho de 1974.

 

...terra de magia e beleza... que podes recordar aqui, com fotografias cedidas pelo António Ferreira, Daniel Velosa, Carlos Alberto Santos, Álvaro Marques, Carlos Oliveira, Carlos Tavares Santos e Manuel Coimbra.

 

 

 

Angola, terra de magia e beleza, marcou a nossa juventude. As nossas memórias, entre perigos e alegrias, retiveram as populações, muitas e variadas paisagens de sonho e a camaradagem. Luanda, Nova Lisboa, Luso, Henrique de Carvalho, Teixeira de Sousa, Gago Coutinho, Sacassange, Canage, Lucusse, Alto Chicapa, António Cavula, Camachilonda, Cacolo, …, (nomes da época), fazem parte das nossas vidas.

 

...esta época, que fez parte das nossas vidas, e que podes recordar aqui com textos escritos por Manuel Esteves com Cambatxilonda, Manuel Carvalho com Paragem Leste  e Carlos A Santos com Chicapa, o final da viagem e As minhas conversas com Sá Moço.

 

 

 

Como qualquer guerra, esta foi igualmente injusta, estúpida, cruel e que em muitos momentos nos fez sofrer tanto, mas qualquer que seja a abordagem a este passado, sabemos que é extraordinário em todos os aspectos a camaradagem e a amizade que se mantém, como podes ver:

Um Feliz Natal para todos, e... um abraço do tamanho do Txicapa, como diz o nosso bom amigo Manuel Esteves.

 

Também desejo, umas Boas Festas e de um Bom Ano Novo ao povo angolano.

 

 

Carlos Alberto Santos

 

PIRÃO, para a Muamba de Frango à Capela

Alto Chicapa, 05.11.09

INGREDIENTES:
300 GRS. DE FARINHA DE MILHO

3/4 LT. DE ÁGUA
SAL A GOSTO

PREPARAÇÃO:
Coloca-se uma panela ao lume para aquecer a água até que fique bem quente, mas sem ferver.

Deita-se aos poucos uma parte da farinha de milho para facilitar a fervura.

Não se pode deixar ferver muito para não criar bolhas de ar e tempera-se com sal a gosto.
Deixa-se ferver cerca de 15 minutos e depois acrescentamos a restante farinha de milho ficando a substância pastosa e vai-se mexendo com uma colher não metálica até ficar no ponto.

Rectifica-se o sal.
Serve-se muito quente, um bom acompanhamento para a receita, Muamba de Frango à Capela.

 

Carlos Alberto Santos

 

FUNJI para a Muamba de Frango à Capela

Alto Chicapa, 04.11.09

INGREDIENTES:
300 GRS. DE FARINHA DE MANDIOCA
3/4 LT. DE ÁGUA
SAL


PREPARAÇÃO:
Diluir a farinha de mandioca em cerca de metade da água fria.

Temperar a água restante com o sal e colocar no lume até ferver.

Mistura-se a fuba anteriormente diluída e mexe-se sempre para não encaroçar.

Deixa-se cozer até engrossar, mexendo sempre.

A fuba vai ficando com uma coloração um pouco mais escura.
A quantidade de água e o sal podem ser alterados conforme o gosto. No entanto o funji deve ficar consistente.
O funji é um bom acompanhamento para  a receita da Muamba de Frango à Capela.

 

Carlos Alberto Santos

 

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal

Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal