Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Encher o olho em Angola

Alto Chicapa, 28.09.10

 

 

...foi possível observar outras imagens, já raras neste país cada vez mais de estradas abertas à circulação de pessoas e bens. Talvez ainda sinal da profunda interioridade desta região, um grupo de mulheres não mostrou qualquer preconceito de ser fotografado à beira de um riacho enquanto lavava roupa (ler mais).

 

... por nós, até 2012

 

Carlos Alberto Santos

 

“Tambwokenu mu mbonge ya Cacolo”

Alto Chicapa, 12.07.10

António Cambuta lembra com orgulho o seu passado como empresário. Integrava o restrito grupo de cinco comerciantes “bem sucedidos” na província. O nível de gestão forçava outros operadores a solicitarem-lhe produtos alimentares para reposição de stocks em lojas baseadas na cidade de Saurimo.
Descreve que “Cacolo era uma vila limpa, arrumada, com água canalizada e energia”. Contava com uma serração que produzia barrotes, tábuas e outros derivados de madeira. Culpabiliza a guerra pelo atraso registado e reconhece os esforços do Executivo (ler mais).

 

Carlos Alberto Santos

 

Sinais de desenvolvimento na vila de Cacolo

Alto Chicapa, 16.04.10

 

 

Depois da construção de casas conseguimos colocar professores e técnicos de saúde nas sedes comunais. Posteriormente cuidámos do alojamento dos administradores e depois fizemos uma intervenção nas estradas para facilitar a livre circulação e estimular a agricultura, como peça importante no combate à fome e à pobreza que grassa no seio das populações... (ler mais)

 

Jornal de Angola

 

Carlos Alberto Santos

 

Falar de nós... no Natal

Alto Chicapa, 23.12.09

A Companhia de Caçadores 3485 foi uma das três companhias operacionais do Batalhão 3870. Formou-se, no ano de 1971, no quartel de Chaves e no Campo Militar de Santa Margarida.

 

Podes recordar aqui, com algumas imagens, todos os nossos nomes.

 

Esteve em Angola de Fevereiro de 1972 a Julho de 1974.

 

...terra de magia e beleza... que podes recordar aqui, com fotografias cedidas pelo António Ferreira, Daniel Velosa, Carlos Alberto Santos, Álvaro Marques, Carlos Oliveira, Carlos Tavares Santos e Manuel Coimbra.

 

 

 

Angola, terra de magia e beleza, marcou a nossa juventude. As nossas memórias, entre perigos e alegrias, retiveram as populações, muitas e variadas paisagens de sonho e a camaradagem. Luanda, Nova Lisboa, Luso, Henrique de Carvalho, Teixeira de Sousa, Gago Coutinho, Sacassange, Canage, Lucusse, Alto Chicapa, António Cavula, Camachilonda, Cacolo, …, (nomes da época), fazem parte das nossas vidas.

 

...esta época, que fez parte das nossas vidas, e que podes recordar aqui com textos escritos por Manuel Esteves com Cambatxilonda, Manuel Carvalho com Paragem Leste  e Carlos A Santos com Chicapa, o final da viagem e As minhas conversas com Sá Moço.

 

 

 

Como qualquer guerra, esta foi igualmente injusta, estúpida, cruel e que em muitos momentos nos fez sofrer tanto, mas qualquer que seja a abordagem a este passado, sabemos que é extraordinário em todos os aspectos a camaradagem e a amizade que se mantém, como podes ver:

Um Feliz Natal para todos, e... um abraço do tamanho do Txicapa, como diz o nosso bom amigo Manuel Esteves.

 

Também desejo, umas Boas Festas e de um Bom Ano Novo ao povo angolano.

 

 

Carlos Alberto Santos

 

Município de Cacolo completa 76 anos

Alto Chicapa, 15.06.09

Várias actividades sócio-culturais e desportivas estão a ser realizadas nesta localidade, no âmbito do 23 de Junho, data da celebração do 76º aniversário da ascensão de Cacolo a categoria de vila.

 

Consta do programa das comemorações a inauguração de duas escolas do ensino primário, com três salas de aulas, na sede do município, e das estações telefónicas da Angola-Telecom, Unitel e Movicel, no âmbito do programa do melhoramento e aumento da oferta dos serviços básicos às populações.

 

Visitas às comunas de Ato Chicapa, Xassengue e Cucumbi, as aldeias unificadas e campanhas de limpeza estão igualmente programadas.

 

O Município de Cacolo dista a 141 quilómetros de Saurimo, capital da província da Lunda Sul, e conta com uma população estimada em sete mil 430 habitantes.

 

A mandioca, batata rena, batata doce, ginguba, feijão, hortícolas e pesca artesanal são os principais produtos e actividades da região.

 

Notícia Angop

 

Ainda se lembram da Tasca do Mais Velho?

 

Carlos Alberto Santos

 

Ex-Militares, Companhia Caçadores 3485, Batalhão 3870 - Almoço / Convívio nas Caldas da Rainha - 16 de Maio

Alto Chicapa, 12.05.09

Há trinta e sete anos (Lembram-se? Foi ontem?) um grupo de jovens, ainda com sonhos por viver, entra num avião a caminho do desconhecido e de uma miserável guerra.
 

Foram dois anos e meio, difíceis, Deus sabe!
 

Mesmo assim, Angola, Luanda, Luso (Luena), Sacassange, Luatamba, Canage, Lucusse, Alto Chicapa, Cacolo, Henrique de Carvalho (Saurimo), Sá da Bandeira (Lubango), aquele povo e aquelas matas ficaram-me no coração.
 

Hoje… acho que o nosso acto heróico foi sabermos traçar o futuro, agora o nosso presente.

 

A vida é uma experiência compensadora, mesmo nas adversidades. É nisto que eu acredito, por isso sou grato a tudo e a todos pela minha vida.
 

Como estamos no mês de Maio, o mês do nosso convívio / almoço anual, pareceu-me que seria bonito recordar alguns encontros, onde estive ou de onde tenho algumas imagens.
 

Em 1996 - Peniche

Ver mais detalhes

 

Em 1998 - Santarém

Ver mais detalhes

 

Em 2002 - Alenquer

Ver mais detalhes

 

Em 2003 - Arouca

Ver mais detalhes

 

Em 2006 - São João da Pesqueira

Ver mais detalhes

 

Em 2007 - Ponte de Lima

Ver mais detalhes

 

Em 2008, Évora

Ver mais detalhes

 

 

Carlos Alberto Santos

 

 

As fotografias mais vistas

Alto Chicapa, 09.05.09

 Das 7.925 vezes, que as nossas fotos foram vistas, destaco:

 

75 Visualizações

 

209 Visualizações

 

110 Visualizações

 

92 Visualizações

 

107 Visualizações

 

95 Visualizações

 

96 Visualizações

 

84 Visualizações

 

88 Visualizações

 

81 Visualizações

 

84 Visualizações

 

87 Visualizações

 

85 Visualizações

 

168 Visualizações

 

Carlos Alberto Santos

 

 

Seis horas de viagem

Alto Chicapa, 27.03.09

Malanje e Saurimo

 

Os transtornos na transposição dos cerca de 600 quilómetros de distância entre as cidades de Saurimo e Malanje estão praticamente ultrapassados, com a reabilitação de mais de 500 quilómetros de estrada, o que reduziu, de 24 para seis horas, o tempo de viagem em viatura ligeira.
 

 

As cidades de Saurimo e Malanje estão afastadas por apenas seis horas de viagem em viatura ligeira, contra as mais de 24 outrora gastas, graças a asfaltagem de cerca de 500 quilómetros de estrada, dos cerca de 600 que separam as duas sedes provinciais, realizada por empreiteiros chineses que, há cerca de dois anos, por conta do Governo, apostaram na sua recuperação.

 


O empenho das brigadas de construtores chineses, com vista à conclusão da empreitada, é largamente elogiado por camionistas e outros utentes, banido que está o medo de transpor troços acidentados, responsáveis por perdas de muitas vidas e de bens materiais de valores incalculáveis.


Se, ontem, divisar um carro tombado ou avariado era normal, hoje, o cenário mudou. A via favorece uma condução mais cómoda e segura, tal como referiu Joseph Pedro, camionista há vinte e cinco anos.


“O que o Governo está a fazer prova o seu empenho e vontade em desenvolver o país, nesta era de paz”, sublinhou o entrevistado, ao volante de um camião, suporte que garante o pão da sua família.

 

Notícia - Jornal de Angola

 

Transcrito por Carlos Alberto Santos

 

Luanda, rápido desenvolvimento, e o "resto" vem no fim

Alto Chicapa, 25.03.09

Como em todo o mundo, a miséria das grandes cidades fica escondida e esquecida entre as cortinas... do nada, ...mas, e a seguir, num segundo video, vejam a verdadeira Angola, aquela que me encantou e quero voltar a ver.

 

 

 

 

 

Carlos Alberto Santos

 

Município do Cacolo - Serviços Telefónicos Unitel e Movicel

Alto Chicapa, 01.03.09

 

O município de Cacolo, província da Lunda-Sul, conta, desde o princípio deste mês (Fevereiro), com os serviços telefónicos das operadoras Movicel e Unitel.
 

De acordo com o delegado da filial da Angola Telecom na província, João Damião (meu colega na Portugal Telecom), todo o trabalho ligado às infra-estruturas e montagem de equipamentos foi realizado por técnicos chineses em aproximadamente 120 dias.
 

O empreendimento, que permitiu a instalação da Internet ao serviço da Administração local e do Gabinete Municipal Eleitoral, funciona com auxílio da energia produzida por um gerador e painéis solares.


Florença Mariano, de 25 anos de idade, entende que a extensão do sinal em Cacolo vai facilitar os contactos de negócios e com a família nas restantes províncias do país.


Instalados os sinais da Unitel e Movicel, Cacolo aguarda para breve a instalação dos sinais da Televisão Pública de Angola e Rádio Nacional de Angola, no quadro de uma aposta de expansão que o governo empreende por todos os municípios. Com os edifícios já erguidos pela construtora Sinergia, técnicos da TPA ultimam a montagem de uma antena para comportar dispositivos que vão receber o sinal e, através de outro aparato que será montado no interior, permitir a sua difusão na sede e arredores, num raio ainda não especificado.
 

Notícia - Jornal de Angola
Transcrito por Carlos Alberto Santos

 

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal

Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal