O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.
Comentar
publicado por Alto Chicapa, em 10.12.12 às 01:15link do post | favorito

Gosto de companheiros... que riem ou se emocionam. Gosto de gente que curte a saudade, gosta de amigos, admira paisagens... poeira, chuva e tem tempo para sorrir... Gosto muito de gente assim...

 

Carlos Alberto Santos

Comentar
publicado por Alto Chicapa, em 23.11.12 às 01:10link do post | favorito

Depois da Operação “Non Stop 2010”, no Buçaco e Coimbra, e da Operação “Dois em Um 2011” em Linhares da Beira e Serra da Estrela, foi a vez da Operação “Rosa 2012”, num Oeste que esperava por nós.

 

 

Todas iguais no espírito e convívio, mas diferentes nos momentos e conteúdos.

 

Os participantes… excelentes. Um abraço ao Alberto, ao Gomes, ao Pinto, ao Marques, ao Ribeiro, ao Canossa, ao Esteves, ao Chagas, ao Ferreirinha, ao Coimbra, ao Carvalho e ao Velosa, mas… sem… todas Marias, a Teresa, a Manuela, a Florinda, a Adosinda, a Jesus, a Fernandinha, as Margaridas, a Assunção, a Anunciação, as Marias Coimbra e Velosa e a Rosa, não era o mesmo.

 

 

A operação Rosa 2012 foi a ÚLTIMA. Foi um evento único do tipo “Non Stop” muito apreciado, embora, na noite de sábado, uns gostassem muito da peça de teatro, O Nome da Rosa, e outros nem por isso, mas… os amigos são assim, continuam sempre, e… a “fomeca” ao jantar, também para alguns, foi fácil de compensar com uma bifana às duas da manhã, num bar da Foz do Arelho.

 

Acabou um ciclo, de onde, grandes companheiros saíram pela porta grande, mais ricos e felizes. Num dos muitos abraços que dei, não consegui… disfarçar umas lágrimas.

 

E porque é sempre tempo de recomeçar, deixo-vos com um poema que nos ensina que na vida nunca é tarde quando somos comandados por sonhos.

Principalmente na nossa idade e nos tempos que atravessamos é urgente ousar e voar com os sonhos.

 

SISÍFO de Miguel Torga

 

Recomeça…

Se puderes,

Sem angústia e sem pressa.

 

E os passos que deres,

Nesse caminho duro

Do futuro,

Dá-os em liberdade.

 

Enquanto não alcances

Não descanses.

 

De nenhum fruto queiras só metade.

 

E, nunca saciado,

Vai colhendo

Ilusões sucessivas no pomar

E vendo

Acordado,

O logro da aventura.

 

És homem não te esqueças!

 

Só é tua a loucura

Onde, com lucidez te reconheças.

 

Obrigado pela vossa amizade e companhia. Bons passeios e até… Granada.

Mas… venham de lá esses novos e loucos sonhos.

 

Podem ver a REPORTAGEM --> aqui.

 

Carlos Alberto Santos

 


Comentar
publicado por Alto Chicapa, em 07.11.12 às 00:07link do post | favorito

De 09 a 11 de Novembro na Unidade INATEL Foz do Arelho, virada para o oceano Atlântico, mas também na orla da Lagoa de Óbidos.

 

Uma unidade hoteleira com quartos totalmente equipados, bar, restaurante, sala de reuniões, Wi-Fi, ginásio, capela, parque infantil e parque de estacionamento privativo.

 

Um cenário de sonho e a hospitalidade das gentes do Oeste.

 

1º DIA – FOZ DO ARELHO Encontro na Unidade Hoteleira da Fundação INATEL a iniciar às 16 horas com os procedimentos de check-in. Jantar buffet. Animação musical e Alojamento.

 

2º DIA – FOZ DO ARELHO | ÓBIDOS | TOMAR | FOZ DO ARELHO Pequeno-almoço. Manhã partida em autocarro para um passeio à lendária vila medieval de Óbidos. Óbidos esconde em cada rua o encanto da sua arquitectura, da sua gastronomia e oferece aos visitantes uma paisagem única premiada internacionalmente. Em hora a combinar regresso à unidade INATEL para almoço buffet. De tarde partida, em transporte coletivo, para Tomar. Visita ao Convento de Cristo. Exibição da peça “O Nome da Rosa” com jantar temático incluído. A companhia de Teatro Fatias de Cá transformou o “Convento de Cristo” na abadia d’”O Nome da Rosa” do reconhecido autor italiano Umberto Eco. Consagrado Património da Humanidade pela Unesco, aqui se encontra um vastíssimo complexo de edifícios e claustros e nele se resume a história da arquitectura em Portugal entre o séc. XII e o séc. XIX. Ao longo de quase cinco horas a peça explora as diversidades, contradições e complexidades do mundo medieval, mas também levanta questões relacionadas com a actualidade, em última análise, sobre o que é que constitui a cultura, a quem é transmitida, por quem e com que objectivos. Esta é a promessa de um serão inesquecível. Em hora a combinar regresso à unidade INATEL para alojamento.

 

3º DIA – FOZ DO ARELHO | QUINTA DOS LORIDOS | FOZ DO ARELHO Pequeno-almoço. De manhã passeio ao recentemente construído Jardim da Paz, um extenso jardim oriental que presta homenagem aos colossais Budas esculpidos na rocha do vale de Bamyan, no Afeganistão. Inclui recordação. Regresso à Foz do Arelho para almoço buffet. Check out e fim dos nossos serviços.

 

Inclui: Alojamento; Refeições em regime buffet conforme programa; Suplemento de água, sumo ou vinho incluídos; Autocarro de turismo no 2º e 3º dia; Passeios de acordo com programa; Animação musical a indicar; Entradas e visitas mencionadas; Guia durante o 2º e 3º dia; Seguro de viagem.

 

Não inclui: Quaisquer serviços não mencionados como incluídos.

 

Carlos Alberto Santos

 


Comentar
publicado por Alto Chicapa, em 05.09.12 às 00:01link do post | favorito

Com os anos, chegam desejos de paz, vida no exterior, convívio, viver…

 

OPERAÇÃO ROSA 2012, é o nosso convívio de 02, 03 e 04 de Novembro. Como os anteriores, Buçaco / Coimbra e Linhares da Beira / Serra da Estrela, vai ser único e IRREPETIVEL.

 

Saindo da autoestrada A8 (a 225 kms do Porto ou a 125 de Lisboa), basta mais um pouco para estacionar e “abandonar” o carro em parque seguro… a paragem vai ser obrigatória e já está garantida muita e animada vida no Oeste, quatro Rosas de felicidade, nunca antes imaginadas nem nos teus sonhos mais selvagens ou mais loucos.

 

O nosso S. PEDRO pode enviar calor ou frio, chuva ou neve, vento… o serviço será sempre esmerado e a um custo sensato.

As refeições, todas incluídas, são da gastronomia tradicional da região, acompanhadas com vinhos excelentes.

 

Prepara-te, para mais um Convívio IRREPETIVEL, a OPERAÇÃO ROSA 2012.

 

Como já percebeste, é este o canal, que escolhi para começar.

 

Não prometo dias de luxo resplandecente... Vens comigo?

Mas, pode bem acontecer que uma Rainha, um Frei João ou um Buda te levem a sonhar… Vens comigo?

 

Aceita este convite, porque, nestes dias, a tristeza ou a crise fará uma pausa, o calendário, o relógio e a televisão vão ser objetos votados ao abandono.

Vem...

 

Vamos ter:

Estacionamento e alojamento em unidade ****;

Refeições em regime buffet;

Suplemento de água, sumo ou vinho incluídos;

Autocarro de turismo no 2º e 3º dia;

Passeios de acordo com o programa;

Animação musical e exibição da peça “O Nome da Rosa” com momentos de jantar;

Entradas e visitas mencionadas, incluídas;

Guia durante o 2º e 3º dia;

Seguro de viagem.

 

 DIA

Procedimentos de check-in, com início às 16h00. Jantar buffet com animação musical.

 

 DIA

Depois do pequeno-almoço, partida em autocarro para um passeio, guiado e animado, à lendária vila medieval de Óbidos.

Em cada rua o encanto da sua arquitectura, da sua gastronomia e a oferta de uma paisagem, única e premiada internacionalmente.

 

Depois do almoço, partida para Tomar. Visita ao Convento de Cristo e exibição da peça “O NOME DA ROSA” com momentos de jantar temático.

O “Convento de Cristo”, consagrado Património da Humanidade pela Unesco, será transformado na abadia de ”O Nome da Rosa” do reconhecido autor italiano Umberto Eco. Ao longo de quatro horas e meia a peça explora as diversidades, contradições e complexidades do mundo medieval, mas também levanta questões relacionadas com a actualidade.

Um serão inesquecível.

 

 DIA

Depois do pequeno-almoço, passeio  ao  recentemente  construído  Jardim  da  Paz,  um  extenso  jardim  oriental  que  presta homenagem aos colossais Budas esculpidos na rocha do vale de Bamyan, no Afeganistão. Momento surpresa. Depois do almoço, Check out.

 

Carlos Alberto Santos

 

tags:

Comentar
publicado por Alto Chicapa, em 26.09.10 às 01:51link do post | favorito

 

 

Sentir a paixão da vindima na aldeia de Ribafria e passar momentos inesquecíveis apanhando uvas, deixando-se levar pelo aroma da fruta, pelos ditos e conversas das pessoas, sentindo este mundo apaixonante que é o vinho, que começa na vinha, passa pela adega e termina com a sua degustação.

 

 

Neste mar de vinhas que é Alenquer, num ano com a uva no ponto de maturação certo e onde nada é deixado ao acaso, as máquinas vão substituindo a mão-de-obra (dizem, que uma só máquina colhe o equivalente a 50 pessoas/dia).

 

 

 

 

 

 

 

O que é bonito neste mundo, e anima,
É ver que na vindima
De cada sonho
Fica a cepa a sonhar outra aventura...
E que a doçura
Que se não prova
Se transfigura
Numa doçura
Muito mais pura
E muito mais nova...
(Miguel Torga)

 

 

 

 

 

 

 

Obrigado, Ana Ferreiro, Magui, Maria, Amélia, Cecília, Florinda e Ana (mãe da Joana).

 

Obrigado, Velosa, Ferreiro, Horácio, Marques, Carlos, Orlando, Flory e Anibal.

 

Finalmente, um obrigado para, as minhas filhas Joana e Ana, aos meus netos Margarida e Gabriel, ao Rafael neto do amigo Velosa e... para a minha mulher Margarida.

 

 

 

Um grande copo à vossa saúde!

 

Carlos Alberto Santos

 

 

 


Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal
Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal
mais sobre mim
Novembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
27
28
29


Sala de Leitura
pesquisar
 
subscrever feeds