Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Notícias e Estórias

O momento justifica-o e o objecto da família, Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485, impõe-no. Vamos, todos, contribuir com notícias e estórias do presente e do passado.

Falar de nós... no Natal

Alto Chicapa, 23.12.09

A Companhia de Caçadores 3485 foi uma das três companhias operacionais do Batalhão 3870. Formou-se, no ano de 1971, no quartel de Chaves e no Campo Militar de Santa Margarida.

 

Podes recordar aqui, com algumas imagens, todos os nossos nomes.

 

Esteve em Angola de Fevereiro de 1972 a Julho de 1974.

 

...terra de magia e beleza... que podes recordar aqui, com fotografias cedidas pelo António Ferreira, Daniel Velosa, Carlos Alberto Santos, Álvaro Marques, Carlos Oliveira, Carlos Tavares Santos e Manuel Coimbra.

 

 

 

Angola, terra de magia e beleza, marcou a nossa juventude. As nossas memórias, entre perigos e alegrias, retiveram as populações, muitas e variadas paisagens de sonho e a camaradagem. Luanda, Nova Lisboa, Luso, Henrique de Carvalho, Teixeira de Sousa, Gago Coutinho, Sacassange, Canage, Lucusse, Alto Chicapa, António Cavula, Camachilonda, Cacolo, …, (nomes da época), fazem parte das nossas vidas.

 

...esta época, que fez parte das nossas vidas, e que podes recordar aqui com textos escritos por Manuel Esteves com Cambatxilonda, Manuel Carvalho com Paragem Leste  e Carlos A Santos com Chicapa, o final da viagem e As minhas conversas com Sá Moço.

 

 

 

Como qualquer guerra, esta foi igualmente injusta, estúpida, cruel e que em muitos momentos nos fez sofrer tanto, mas qualquer que seja a abordagem a este passado, sabemos que é extraordinário em todos os aspectos a camaradagem e a amizade que se mantém, como podes ver:

Um Feliz Natal para todos, e... um abraço do tamanho do Txicapa, como diz o nosso bom amigo Manuel Esteves.

 

Também desejo, umas Boas Festas e de um Bom Ano Novo ao povo angolano.

 

 

Carlos Alberto Santos

 

Um senhor

Alto Chicapa, 25.06.09

Hoje, lembrei-me de deixar um desafio aos Ex-Militares da Companhia de Caçadores 3485 e não só!

 

Ainda se lembram deste homem? Quem sabe o seu nome?
 

 

Uma ajuda! Se for vivo, deverá ter +/- 80 anos!
 

Como foi um bom companheiro, vou oferecer-lhe uma pequena passagem do blog, Chicapa, o final da viagem.

 

...sinto que fui apanhado por um conflito (guerra colonial) onde encontrei muitos irmãos, independentemente da cor da pele, com mais coisas a unir-nos do que a separar-nos.
 

Não obstante terem passado tantos anos, ainda recordo alguns dos aspectos negativos que me marcaram mais:

  • A população branca de Luanda a olhar-nos com indiferença e até com hostilidade;
  • As mortes e os acidentes;
  • A juventude, prisioneira de um rudimentar quartel ou destacamento; e
  • Os sacrifícios, por vezes desumanos, perdidos, para nada.

Também houve aspectos positivos, entre muitos:

  • Saber que é verdade, o que dizem, “quem vai a África nunca mais a esquece”;
  • Ter conhecido a simplicidade, a beleza e a pureza do povo quioco; e
  • Saber, que a nossa tropa não foi só pela guerra.

Uma guerra raramente traz coisas boas … para mim, esta, foi, por acaso, uma escola de maturidade.

Os que lá estiveram comigo, também souberam, o que é a precariedade da vida e a amizade desinteressada...

 

Carlos Alberto Santos

 

Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal

Canal nº 888882 – Ex-Militares da 3485 no MEO Kanal